Economia

Preço da gasolina não será reajustado, diz Lobão

Da Redação ·
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, reafirmou na noite de hoje que o preço da gasolina não será reajustado. "Não vamos fazer revisão nenhuma, por enquanto", declarou. O ministro disse que o governo está convencido de que os preços do barril de petróleo não passarão do patamar de US$ 100. Lobão descartou, ainda, alterações na proporção de mistura de álcool anidro à gasolina. Lobão observou que o governo pode mudar o porcentual de mistura sempre que julgar necessário para regular o mercado. "Mas não desejamos fazer isto ainda este ano", afirmou. As informações foram dadas depois de uma reunião realizada no ministério da Fazenda para tratar de questões ligadas à produção de álcool. "Queremos que a produção seja cada vez maior e que o etanol seja promovido no exterior", disse. Energia nuclear Questionado sobre a necessidade de revisão do programa nuclear brasileiro depois dos recentes acidentes com usinas no Japão, Lobão descartou a possibilidade de qualquer mudança. "As nossas usinas têm uma proteção maior. Não temos razão para duvidar", declarou. O ministro ressaltou que não há necessidade de alterar o programa do governo que prevê a instalação de quatro novas usinas nos próximos anos. "Não temos razão para duvidar das usinas nucleares. Acidentes existem. Tivemos Chernobyl e o episódio nos Estados Unidos e nenhum outro. Agora no Japão foi uma tragédia", afirmou.
continua após publicidade