Economia

Tomate e cebola puxam preços da Ceasa para cima

Da Redação ·
 Tomate está entre os produtos que puxaram a alta
fonte: ceapi
Tomate está entre os produtos que puxaram a alta

Dos 30 hortigranjeiros que mais influenciam os preços na Ceasa de Curitiba, 12 estão em alta, 11 com cotação em queda e sete estáveis. O tomate extra 2A, transferido do Norte Pioneiro, Santa Catarina e São Paulo, teve alta de 38,10%. A cebola-pera nacional foi vendida com alta de 25%, e a banana caturra primeira com 20%, a mais, em comparação com a semana passada.
 

continua após publicidade

Outros hortigranjeiros com preços mais elevados: abóbora seca (16,67%), batata-doce extra branca (6,06%), couve-flor grande (2,94%), pepino salada extra 2A (11,11%), pimentão verde extra 2A (17,65%), abacate-manteiga (4,55%), laranja-pera grande (12,90%) melancia redonda (10%) e ovos branco extra (5,26%).
 

Segundo a Divisão Técnica e Econômica da Ceasa - DITEC, a boa produtividade da safra de verão na região metropolitana, litoral e interior do Estado tem segurado as cotações de grande parte dos hortigranjeiros, apesar das quebras em consequência das chuvas. “Caso contrário, o mercado produtor estaria com sobra nesta época”, informa Valério Borba, diretor técnico da Empresa.
 

continua após publicidade

Entre os hortigranjeiros que estão com cotação em queda destacam-se o chuchu extra 2A (35,71%), vagem-macarrão extra 2A (33,33%), e a alface crespa grande (28,57%). Demais produtos com preços em baixa: abobrinha verde extra 2A (6,67%), aipim extra (10%), batata comum especial lavada (9,09%), batata-salsa extra 2A (1,97%), limão tahiti médio (4,17%), mamão comum (5,26%), manga tomy (6,25%) e melão amarelo grande (6,67%).