Economia

Procura do consumidor por crédito cai pelo 2º mês

Da Redação ·
A quantidade de consumidores no País que procurou crédito caiu 1,2% em fevereiro ante janeiro, de acordo com dados divulgados hoje pela Serasa Experian, empresa especializada em análise de crédito. Este é o segundo recuo mensal consecutivo. Em janeiro, houve queda de 6,7% ante dezembro. Em relação a fevereiro do ano passado, a demanda dos consumidores por crédito avançou 19,9% em fevereiro deste ano. O resultado de 2011, porém, foi influenciado pelo feriado de carnaval, que caiu em março, dando a fevereiro dois dias úteis a mais, segundo avaliação dos economistas da Serasa Experian. No acumulado do primeiro bimestre de 2011, a procura do consumidor por crédito cresceu 16,3% em relação ao mesmo período do ano passado. A taxa é ligeiramente inferior ao crescimento de 16,4% acumulado em 2010. Segundo a Serasa Experian, a demanda dos consumidores por crédito está em leve desaceleração. Isso ocorre devido às medidas macroprudenciais adotadas pelo Banco Central (BC) no início de dezembro e por conta do atual ciclo de elevação da Selic (a taxa básica de juros da economia). Renda e regiões A queda na demanda por crédito em fevereiro, na comparação com janeiro, afetou consumidores com renda mensal entre R$ 500 e R$ 1 mil (baixa de 2,0%) e renda entre R$ 5 mil e R$ 10 mil (recuo de 0,6%). Na faixa entre R$ 1 mil e R$ 2 mil, houve recuo de 1,2% na procura por crédito no período. Por outro lado, segundo o levantamento da Serasa Experian, foi verificado aumento na demanda por crédito entre os consumidores dos extremos da faixa de renda. Para aqueles com ganho mensal de até R$ 500 houve alta de 0,8% e para quem ganha mais de R$ 10 mil a alta foi de 9,3%. A sondagem também constatou queda na demanda por crédito em todas as regiões do País em fevereiro, com exceção do Norte, onde a alta foi de 0,4%. A queda mais acentuada ocorreu na Região Sul, com recuo de 1,9%.
continua após publicidade