Economia

CNDL aprova corte de R$ 50 bi no Orçamento do governo

Da Redação ·
O vice-presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Vítor Augusto Koch, comemorou há pouco a decisão da presidente Dilma Rousseff de cortar o orçamento do governo em R$ 50 bilhões, conforme anunciaram ontem os ministros Miriam Belchior (Planejamento) e Guido Mantega (Fazenda). "Nossa presidente tomou ontem medidas muito boas. Isso, sim, é controle da inflação, e não aumento da taxas de juros", comentou ele, há pouco, durante entrevista coletiva para detalhar os dados de inadimplência e vendas no varejo. Para Koch, é preciso fomentar os empreendimentos no Brasil, criando empregos e fazendo com que o ciclo virtuoso seja implementado. "Somos contra aumento de juros. Este não é o meio e o caminho de conter a inflação. Isso ocorre com controle de custeio", argumentou. Ele estimou também que a oferta de crédito ficará estável em 2011 na comparação com o ano passado, quando foi registrada uma elevação de 17%.
continua após publicidade