Economia

Juro ao consumidor atinge 6,85% ao mês em janeiro

Da Redação ·
As taxas de juros das operações de crédito para consumidores e empresas subiram novamente no mês passado. Segundo a Pesquisa de Juros da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a taxa de juros média para pessoa física avançou para 6,85% ao mês em janeiro, ante os 6,79% ao mês registrados em dezembro de 2010. Já a taxa média para pessoa jurídica subiu de 3,80% para 3,88% ao mês no período. A Anefac afirma que a elevação nos juros em janeiro se deve a três fatores: a elevação dos depósitos compulsórios dos bancos, promovida pelo Banco Central (BC) no fim do ano passado; o aumento do requerimento de capital para as operações de crédito a pessoas físicas com prazos superiores a 24 meses; e a elevação da Selic (a taxa básica de juros) no mês passado. Segundo o coordenador de estudos econômicos da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, a taxa de juros média para pessoa física, de 121,46% ao ano em janeiro, é a maior desde junho do ano passado. Entre os diferentes tipos de crédito que compõem a taxa média para os consumidores, o único que não teve elevação nos juros em janeiro foi o cartão de crédito rotativo, que permaneceu com taxa de 10,69% ao mês. No caso das empresas, todas as linhas de crédito tiveram elevação nos juros. A taxa média de 57,90% ao ano é a maior desde setembro de 2009. Na comparação entre janeiro deste ano e o mesmo mês de 2010, a taxa de juros média para pessoa física recuou 0,50 ponto porcentual. Nas operações para pessoa jurídica, houve uma elevação de 1,81 ponto porcentual. No mesmo período, a Selic registrou alta de 2,50 pontos porcentuais e atingiu 11,25% ao ano. Para o analista da Anefac, tendo em vista a provável continuidade da elevação da Selic, por conta do aumento da inflação, as taxas de juros das operações de crédito devem continuar subindo nos próximos meses.
continua após publicidade