Economia

Dilma cobra equilíbrio na balança comercial com EUA

Da Redação ·
O porta-voz do Planalto, Rodrigo Baena, relatou que a presidente Dilma Rousseff manifestou preocupação com o desequilíbrio na balança comercial entre Brasil e Estados Unidos na audiência concedida hoje ao secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner. A presidente, segundo Baena, disse que a solução para o problema está no aumento da exportação de produtos manufaturados. Para a presidente, é preciso um comércio equilibrado. Dilma avaliou que a relação entre Brasil e Estados Unidos é estratégica. Na audiência, de acordo com o relato do porta-voz, Geithner disse a Dilma que o presidente dos EUA, Barack Obama, mandou que fosse transmitida a sua "grande expectativa" da visita ao Brasil, que ocorrerá em março, em dias ainda não definidos. Dilma e o secretário do Tesouro norte-americano trocaram impressões sobre a economia mundial. Ao falarem sobre o G-20, Dilma disse que não se deve responsabilizar as commodities pelo desequilíbrio na economia mundial e também ressaltou a importância da retomada da Rodada Doha. Por fim, o secretário do Tesouro disse que teve uma percepção positiva do Brasil ao conversar com empresários em São Paulo. A uma pergunta se na audiência também foram discutidos temas como valorização do real, Baena disse não ter informações sobre o assunto. Também participaram do encontro no Palácio do Planalto os ministros Antônio Palocci (Casa Civil) e Guido Mantega (Fazenda) e o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon.
continua após publicidade