Economia

Imóvel usado fica até 269% mais caro em SP em 2010

Da Redação ·
O valor dos imóveis residenciais usados na cidade de São Paulo teve no ano passado uma alta de até 269%, muito superior à rentabilidade dos investimentos financeiros. Todos os dez tipos de casas e apartamentos, de acordo com classificação que leva em conta vários fatores, como localização e padrão, tiveram valorização superior aos 32,26% de alta do ouro, ativo com melhor performance no ano passado, segundo o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP). Conforme o Creci, o apartamento de padrão médio com tempo de construção entre 8 e 15 anos e situado em bairros como Aclimação, Brooklin, Chácara Flora, Sumaré e Vila Mariana - chamados de "zona B" - foi o que teve maior valorização. Nestes locais, o metro quadrado chegou a subir 269,09%, sendo vendido, em média, a R$ 4.613,60 em dezembro, ante R$ 1.250 em janeiro de 2010. As negociações de imóveis usados estavam aquecidas no final de 2010: em dezembro, o total de vendas foi 29,26% superior ao registrado no mês de novembro. Valor de locação A locação de imóveis residenciais na cidade de São Paulo também teve desempenho positivo em dezembro. Conforme pesquisa do Creci com 509 imobiliárias, o crescimento no número de imóveis alugados em comparação ao mês anterior foi de 10,66%. Em consequência do aumento da demanda, os preços dos aluguéis também tiveram alta em 2010, segundo a entidade. Para imóveis de bairros da "zona A" (Campo Belo, Cidade Jardim, Higienópolis, Itaim Bibi, Moema, Ibirapuera, entre outros), o valor dos aluguéis chegou a subir 146,43%. Campeãs de aumento, o aluguel das casas de três dormitórios nestes locais passou R$ 1.400 em janeiro de 2010 para R$ 3.450 em dezembro.
continua após publicidade