Economia

Atividade da China tem sinais mistos; inflação preocupa

Da Redação ·

Os dois índices de gerentes de compra (PMIs, na sigla em inglês) da China pintaram um quadro misto da atividade econômica em janeiro, com uma das pesquisas sugerindo desaceleração e a outra indicando ligeira aceleração.


O PMI oficial, divulgado pelo Escritório Nacional de Estatísticas e pela Federação de Logística e Compra da China (CFLP, na sigla em inglês), caiu para 52,9 em janeiro, de 53,9 em dezembro. O PMI concorrente, medido pelo HSBC, subiu levemente para 54,5 em janeiro, de 54,4 em dezembro. Acima de 50, a leitura do PMI indica expansão da atividade industrial, enquanto a leitura abaixo disso indica contração.


A despeito das leituras mistas, o mais importante, de acordo com os economistas, é que os formuladores de políticas chineses provavelmente continuarão a se concentrar nas pressões inflacionárias. O subíndice de preços dos insumos do PMI oficial, um indicador antecedente das pressões inflacionárias, aumentou para 69,3 em janeiro, de 66,7 em dezembro. O HSBC não fornece o detalhamento de seus subíndices, mas disse num comunicado que "a taxa de inflação dos custos de insumos se retraiu para o menor nível em quatro meses, mas continuou considerável no contexto dos dados históricos". As informações são da Dow Jones.

continua após publicidade