Economia

Juiz decreta prisão preventiva de Nenê Constantino

Da Redação ·
O juiz Fábio Martins, do Tribunal do Júri de Taguatinga, cidade-satélite do Distrito Federal, decretou na noite de ontem a prisão preventiva do empresário Nenê Constantino, pai de um dos sócios-fundadores da Gol Linhas Aéreas, Constantino de Oliveira Junior. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) informou que o mandado foi expedido por suspeita de envolvimento do empresário, em 2008, na tentativa de homicídio do genro dele, Eduardo de Queiroz. A assessoria de comunicação da Polícia Civil não confirmou se já foi feita a prisão de Constantino, mas prometeu divulgar uma nota oficial sobre o caso ainda hoje. Procurada, a Gol informou, por meio da assessoria de imprensa, que não se pronunciará sobre o assunto, uma vez que o empresário não ocupa nenhum cargo executivo ou assento no conselho da companhia.
continua após publicidade