Economia

Estúdio MGM pede concordata nos EUA

Da Redação ·
 Estúdio tem mais de 4.000 títulos em seu catálogo
fonte: Reprodução
Estúdio tem mais de 4.000 títulos em seu catálogo

O estúdio MGM (Metro-Goldwyn-Mayer Studios) entrou com um pedido de concordata nos Estados Unidos. A empresa é uma das mais famosas de Hollywood (Estados Unidos) e dona do catálogo com o maior número de filmes, entre eles os do agente James Bond e longas vencedores do Oscar Ben Hur (1959), 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968) e Thelma & Louise (1991).

continua após publicidade

A empresa pediu a proteção sob o Capítulo 11 da lei de falências americana para poder reestruturar sua dívida, estimada em R$ 6,6 bilhões (US$ 4 bilhões). A concordata será julgada dentro dos próximos 30 dias. Os valores foram convertidos do dólar para o real a partir do valor da moeda americana nesta quarta-feira (R$ 1,65).

continua após publicidade

Segundo o jornal The New York Times, a empresa anunciou nesta quarta-feira (3) que vai recorrer à lei de falências enquanto tenta encontrar uma forma de negociar com seus credores. O jornal diz que um acordo parcial foi fechado com o grupo.

continua após publicidade

O investidor bilionário Carl Icahn disse que, em um acordo inicial, a MGM se comprometeu a reestruturar sua direção e a não comprar novos catálogos de filmes.

A empresa detém os direitos sobre mais de 4.000 títulos, entre eles séries como a do agente secreto 007, a do lutador Rocky ou a do boneco assassino Chucky; longas de sucesso como O Sexto Sentido (The Sixth Sense, de 1999), O Todo Poderoso (Bruce Almighty, 2003) e G.I. Joe – A Origem do Cobra (2009); e desenhos animados dos mais variados, incluindo Tom & Jerry.

continua após publicidade

A empresa diz que tem problemas com dívidas desde o começo dos anos 1990. Nos últimos anos, vários projetos têm sido adiados, como o próximo filme de James Bond e a adaptação de O Hobbit, do mesmo autor de O Senhor dos Anéis, J.R.R. Tolkien.

continua após publicidade

A MGM foi formada em 1924, a partir da fusão dos estúdios Metro Pictures, Goldwyn Pictures Corporation e Louis B. Mayer Pictures, que já existiam desde o começo dos anos 1910. O conhecido leão da empresa passou a ser sinônimo de cinema a partir desta época, quando o fundados da MGM, Marcus Loew, decidiu substituir um papagaio que era mascote da Goldwyn pelo rugido do rei da selva.

Copyright Thomson Reuters 2009