Economia

Desemprego atinge 10,1% em setembro na zona do euro

Da Redação ·

A taxa de desemprego nos 16 países que utilizam o euro como moeda subiu para 10,1% em setembro, em comparação com a taxa revisada de agosto de 10,0%, que antes havia sido calculada como 10,1%. Os dados foram divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O dado ficou em linha com as previsões dos economistas.

continua após publicidade

A Eurostat também informou que o número de desempregados na zona do euro aumentou 67 mil de agosto para setembro, somando um total de 15,917 milhões de pessoas. Entre os países mais enfraquecidos da zona do euro, não há informações disponíveis sobre a Grécia. Na Irlanda, a taxa de desemprego subiu para 14,1% em setembro, de 13,9% em agosto. Na Espanha, a taxa aumentou de 20,6% para 20,8%.

continua após publicidade

Na Alemanha, maior economia da zona do euro, a taxa de desemprego caiu para 6,7% em setembro, de 6,8% em agosto. Na França, o desemprego ficou estável em 10,0% na mesma comparação, enquanto na Itália houve alta para 8,3%, de 8,1%. Nos 27 países da União Europeia como um todo, a taxa de desemprego ficou estável em 9,6% em setembro ante agosto, enquanto o número de pessoas sem trabalho aumentou 71 mil, para 23,109 milhões. As informações são da Dow Jones.