Economia

Confiança do consumidor fica estável em outubro

Da Redação ·

A confiança do consumidor brasileiro na economia ficou praticamente estável neste mês, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira (27) pela FGV (Fundação Getulio Vargas). O ICC (Índice de Confiança do Consumidor), apurado na Sondagem de Expectativas do Consumidor, ficou em 121,8 pontos, contra 121,7 em setembro.

continua após publicidade

A proporção de pessoas que consideram que a economia do país está em situação boa diminuiu, de 33,3% para 31,6% do total. Já a dos que consideram que a situação é ruim caiu em ritmo maior, de 21,0% para 18,9%.

continua após publicidade

O ISA (Índice da Situação Atual), que mede a percepção dos consumidores quanto às condições econômicas presentes teve leve queda 0,1%, 140,7 pontos, contra 140,8 em setembro. O IE (Índice de Expectativas), que avalia a opinião quanto às condições para os próximos meses, por sua vez, subiu 0,2%, para 111,8 pontos, contra 111,6 no mês passado.

continua após publicidade

O indicador de otimismo com a evolução da situação financeira da família nos próximos meses atingiu 133,4 pontos, o maior nível desde maio de 2008 (133,8 pontos). A parcela dos que projetam melhora aumentou de 34,6% para 36,2%; a dos que preveem piora diminuiu de 3,1% para 2,8%.

A Sondagem de Expectativas do Consumidor é realizada com base numa amostra de mais de 2.000 domicílios em sete das principais capitais brasileiras. A coleta de dados para a edição de outubro foi realizada entre os dias 1º e 21 deste mês.