Economia

Feijão, carne e frango pressionam prévia da inflação

Da Redação ·

IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15), que é uma prévia do IPCA - índice oficial, usado pelo Banco Central para controlar a meta de inflação -, ficou em 0,62% neste mês, muito acima do 0,31% visto em setembro. Carnes, frango, feijão e trigo - alimentos importantes no orçamento das famílias - tiveram fortes altas e foram os principais responsáveis pela aceleração do indicador. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (20).

continua após publicidade

O item carnes foi o principal responsável pela elevação, com uma alta de 4,93%. O consumidor passou a pagar mais caro também por: frango (5,69%), macarrão (2,68%), pão francês (2,53%) e biscoito (1,51%). O feijão carioca chegou a custar 24,56% a mais.

continua após publicidade

Entre os produtos não alimentícios, alguns itens se destacaram pelos aumentos ocorridos no mês, em determinadas regiões pesquisadas. Os salários dos empregados domésticos subiram 1,21%, refletindo os aumentos expressivos em Salvador, Belo Horizonte e São Paulo.

Já na taxa de água e esgoto, a alta no índice foi provocada somente por São Paulo – onde sofreu reajuste de 3,73%.