Economia

Dólar fecha no menor valor em dois anos

Da Redação ·
 Bovespa fecha em alta de 1,27%, aos 70.808 pontos
fonte: googleimagens.com
Bovespa fecha em alta de 1,27%, aos 70.808 pontos

O dólar fechou com queda de 1,13% nesta sexta-feira (8), valendo R$ 1,667, menor valor desde 2 de setembro de 2008, antes da quebra do banco americano Lehman Brothers, auge da crise financeira mundial. Na semana, a moeda americana perdeu 0,83% e no ano, a desvalorização chega a 4,25%.

continua após publicidade

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) terminou a semana em alta de 1,27%, a 70.808 pontos.

continua após publicidade

O fechamento inesperado de 95 mil postos de trabalho nos EUA em setembro reforçou a expectativa de que o Fed (Federal Reserve, o banco central do país) decida oferecer mais estímulos à economia a partir da próxima reunião, em novembro. Isso animou as ações brasileiras.

continua após publicidade

Embora o dado não tenha proporcionado uma forte queda do dólar, foi suficiente para empurrar para cima o preço de materiais básicos como o ouro e o petróleo.

Na avaliação de analistas do banco BTG Pactual, a alta "surpreendente" das commodities (matérias-primas) - que são boa parte dos produtos de exportação do Brasil - em setembro foi um dos fatores que provocou a redução da estimativa para o dólar no fim de 2011, de R$ 1,77 a R$ 1,73. Eles ponderaram em relatório, no entanto, que "a incerteza sobre o futuro das influências externas é a principal ressalva às projeções."

continua após publicidade

Atenção
 

continua após publicidade

Entre as incertezas, Tarcísio Rodrigues, diretor de câmbio do banco Paulista, comentou que as principais autoridades econômicas mundiais discutem neste final de semana, em Washington, a possibilidade de um acordo que esfrie a recente "guerra cambial", em que vários países, incluindo o Brasil, intervêm para frear a valorização de suas moedas.

Por outro lado, lembrou Rodrigues, a entrada de dólares ao país continua forte. Na bolsa, em que foi mantida a alíquota de 2% do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre o capital estrangeiro, os investidores já investiram R$ 4,6 bilhões desde o início de setembro, sem contar a oferta de ações da Petrobras.

Copyright Thomson Reuters 2009