Economia

Ford quer quitar sua dívida em 2011

Da Redação ·
A demanda nos EUA leve a pelo menos 16 a 17 milhões de unidades vendidas
fonte: Google
A demanda nos EUA leve a pelo menos 16 a 17 milhões de unidades vendidas

O diretor-presidente da Ford Motor, Alan Mulally, espera que a montadora finalize o pagamento da dívida em 2011. "Nós planejamos nos livrar da dívida líquida em 2011", disse, em uma entrevista publicada pelo jornal Il Sole 24 Ore, hoje. "Nós já seremos lucrativos neste ano, com um fluxo de caixa positivo no setor. Em 2011, faremos melhor ainda", afirmou Mulally, ao acrescentar que a Ford está avançando nos planos para se qualificar para obter o grau de investimento.

continua após publicidade

A Ford, que conseguiu não pedir proteção na Lei de Falências no auge da crise, tem mais de US$ 20 bilhões em dívidas.

continua após publicidade

O executivo disse não estar interessado em pressionar para aumento de parcela de mercado na Europa. "Alguns competidores fazem isso por terem excesso na capacidade de produção, mas não serão capazes de mantê-la (expansão da parcela de mercado) por muito tempo", ponderou. O executivo disse que continuará reestruturando as atividades da empresa na região para manter a companhia lucrativa.

Mulally espera que a demanda nos EUA leve a pelo menos 16 a 17 milhões de unidades vendidas. "No futuro... a demanda continuará a crescer a uma taxa de 3% a 5%", continuou Mulally. "Mesmo neste período em que o crescimento parece lento, o mercado mundial irá se expandir a uma taxa de 5% a 10%". As informações são da Dow Jones.