Economia

BC mantém taxa de juros em 1% para estimular economia

Da Redação ·

O BCE (Banco Central Europeu), autoridade monetária dos 16 países que utilizam o euro (moeda comum europeia), manteve nesta quinta-feira (3) sua taxa de juros em 1% ao ano, a menor da história da instituição - e esperada pelos economistas. O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, deve apresentar hoje uma nova série de previsões para a economia da região.

continua após publicidade

A expectativa dos analistas é que essas previsões devam incluir uma avaliação mais positiva das perspectivas de crescimento neste ano.

continua após publicidade

Em junho, o BCE e os bancos centrais dos 16 países que utilizam o euro como moeda estimaram que o crescimento anual real ficará em torno de 1% neste ano e de 1,2% em 2011. Em meio ao cenário de problemas de refinanciamento para alguns bancos da zona do euro, observadores esperam que Trichet anuncie uma ampliação da política de distribuição de recursos. As informações são da Dow Jones.

continua após publicidade

A Eurostat - a agência europeia de estatísticas - informou hoje que o crescimento dos 16 países que integram a zona do euro no segundo trimestre foi de 1% na comparação com os três meses anteriores. O dado confirma leitura preliminar feita pela agência.

O desempenho positivo da economia da zona euro refletiu principalmente a economia da Alemanha, que teve um crescimento de 2,2% no segundo trimestre.

continua após publicidade

Entre janeiro e março, o avanço do PIB (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por um país) na zona do euro foi de 0,3%, segundo a Eurostat.

continua após publicidade

O resultado no segundo trimestre foi melhor que o dos Estados Unidos, país que registrou uma alta de apenas 0,4% do PIB em relação ao período de janeiro a março deste ano - quando o avanço foi de 0,9%.

A zona do euro saiu tecnicamente da mais grave recessão desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) no terceiro trimestre de 2009, mas a taxa de crescimento permaneceu reduzida até a aceleração registrada entre abril e junho deste ano.