Economia

Homens homossexuais recebem menos na França

Da Redação ·

O homossexualismo no trabalho tem um custo na França, segundo estudo publicado neste sábado (21), que revela que os homens gays ganham menos que seus colegas heterossexuais, tanto no setor privado como no público.

continua após publicidade

Em empresas privadas, a diferença é de 6,5%, enquanto na esfera pública a disparidade é de 5,5%, segundo o estudo realizado por especialistas da Universidade de Evry, arredores de Paris, publicado pelo jornal Libération.

continua após publicidade

É uma diferença na remuneração que os autores qualificam como "inexplicável" e "discriminatória".

continua após publicidade

Entre as mulheres, porém, a situação é diferente. Segundo o mesmo estudo, as homossexuais recebem "ligeiramente mais": a diferença é de 2%.

A razão está, segundo o estudo, no fato de o homossexualismo feminino ser menos visível e principalmente por que as lésbicas têm menos filhos que suas companheiras e, portanto, costumam estar mais disponíveis para o trabalho.

continua após publicidade

"Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe."