Economia

Equador receberá empréstimo de US$ 1 bi da China

Da Redação ·

A vice-ministra das Finanças do Equador, María Dolores Almeida, disse que o país e a China completaram as negociações para um empréstimo de US$ 1 bilhão, e que o contrato será assinado no fim deste mês. Almeida disse que 80% do empréstimo estará disponível para ser utilizado pelo Equador, e que os 20% restantes serão empregados em projetos conjuntos entre empresas dos dois países.

continua após publicidade

Em junho, autoridades do Ministério das Finanças do Equador e do Banco de Desenvolvimento da China assinaram um acordo em Pequim para que a Petroecuador forneça 36 mil barris de petróleo bruto ou óleo combustível por dia para a PetroChina, até que a quantia do empréstimo tenha sido paga, o que deve levar quatro anos.

continua após publicidade

Uma parte de US$ 200 milhões do empréstimo será utilizada para financiar projetos de investimento no Equador, selecionados pela Secretaria de Planejamento do país de uma lista de projetos prioritários nos setores de infraestrutura e energia, nos quais há empresas chinesas envolvidas. Os outros US$ 800 milhões estarão disponíveis para uso livre do Ministério de Finanças. O empréstimo terá uma taxa de juros fixa de 6,5%.

continua após publicidade

Almeida, entretanto, disse que o empréstimo de US$ 1 bilhão não tem nada a ver com petróleo, embora ela tenha se recusado a dar detalhes sobre as negociações.

O Equador está recorrendo ao financiamento da China depois de uma recompra de dívida soberana mal recebida pelo mercado no ano passado e de uma deterioração no seu relacionamento com órgãos multilaterais de crédito, como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI). As informações são da Dow Jones.