Economia

China supera Japão com 2ª maior PIB

Da Redação ·

A China tomou o posto do Japão de segunda maior economia do mundo no segundo trimestre de 2010, ao superar a geração de riquezas japonesas em cerca de R$ 90 bilhões. O governo de Tóquio divulgou nesta segunda-feira (16) que seu PIB (Produto Interno Bruto, soma de todas as riquezas produzidas no país) ficou em R$ 2,26 trilhões (US$ 1,28 trilhão).

continua após publicidade

Entre abril e junho, o PIB chinês atingiu a marca de 2,35 trilhões (US$ 1,33 trilhão). O país, hoje, só fica atrás dos Estados Unidos, cuja economia fechou o ano de 2009 com uma geração de riquezas de R$ 25 trilhões (US$ 14,2 trilhões). A China, no ano passado, gerou R$ 15,5 trilhões (US$ 8,8 trilhões), na estimativa do CIA World Factbook.

continua após publicidade

Apesar de os dados mostrarem a melhora da economia do Japão, o país vive sua pior crise desde a Segunda Guerra Mundial (1939-45). Os R$ 2,26 trilhões do PIB representam um aumento de 0,4% frente ao registrado no mesmo período do ano passado e de 0,1% na comparação com os meses de janeiro a março.

continua após publicidade

No primeiro trimestre, a economia já havia crescido 4,4% na comparação com o começo de 2009 e 1,1% frente aos últimos três meses de 2009.

Para efeito de comparação, o PIB da China cresceu 10,3% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, diante de uma taxa de 11,9% no primeiro trimestre, informou o Escritório Nacional de Estatísticas.

continua após publicidade

Os analistas esperavam que o crescimento do Japão entre abril e junho fosse de 2,3% do segundo trimestre do ano passado para cá. Os cálculos do Banco do Japão indicam que a economia japonesa crescerá 2,6% no ano fiscal 2010, que vai de abril deste ano a março de 2011.

continua após publicidade

Anteriormente, a China já havia superado em valor o PIB japonês no último trimestre do ano 2008 e no mesmo período do ano 2009, embora na primeira metade de 2010 o Japão tenha ficado na frente. No ano passado, além disso, o Japão se manteve como a segunda maior economia mundial.

continua após publicidade

Há uma década, China era a sétima economia mundial. Desde 2001, o país acumula crescimento de 261% em sua geração de riquezas, enquanto o Japão avançou apenas 5% no mesmo período, segundo dados do Banco Mundial.

Desde o lançamento da política de reforma e abertura no final dos anos 70 por parte de Deng Xiaoping (líder político entre 1978 e 1992 e criador do socialismo de mercado, regime vigente no país atualmente), a China superou a Grã-Bretanha, a França e a Alemanha em termos de PIB.

Mas esse crescimento excepcional também teve como efeito colateral o aumento das desigualdades entre uma classe média urbana, que tem agora moradia e automóveis, e centenas de milhões de pobres, alguns dos quais vivem com menos de R$ 0,88 (US$ 0,50) por dia.