Economia

Migração de contas do Unibanco para o Itaú prejudica cliente

Da Redação ·
 Imagem Ilustrativa
fonte: googleimagens.com
Imagem Ilustrativa

No começo da tarde da última quinta-feira (5), o fotógrafo paulistano Marco Brito recebeu um telefonema de um de seus melhores clientes.

continua após publicidade

- Marco, não consigo depositar o dinheiro na sua conta do Unibanco porque, segundo o gerente da agência Unibanco, a conta migrou para o Itaú e mudou de número. Você me passa o novo número?

continua após publicidade

Sem entender nada, o fotógrafo não repassou o novo número da conta jurídica porque simplesmente desconhecia a mudança. Segundo ele, por outro lado, com a conta pessoal tudo funcionou normalmente, “afinal já faz 20 anos que sou cliente”.

continua após publicidade

- Me mandaram um cartão pelo correio com o número da nova conta, um livrinho que mostrava como usar o cartão, uma carta com o novo número da conta e que informava a partir de quando ela migraria para o Itaú. Agora, houve esse problema com a conta jurídica. Fiquei revoltado porque eu estava contando com esse dinheiro e, até agora [uma semana depois], nada da grana entrar na conta.

Assim como Brito, outros clientes do Unibanco se sentem prejudicados com a fusão com o Itaú e as reclamações recaem exatamente sobre os depósitos. Até novembro, segundo a assessoria de imprensa do Itaú-Unibanco, a bandeira Unibanco vai desaparecer, e as transformações das agências ocorrem sempre aos finais de semana – ou seja, na sexta-feira ainda é Unibanco, mas na segunda-feira vira Itaú.

continua após publicidade

Com isso, aos poucos, as agências e contas do Unibanco estão migrando para o Itaú, o que causa, automaticamente, a alteração dos números da agência e da conta – informações fundamentais para efetuar o depósito. A assessoria do Itaú-Unibanco informa que, se alguém quiser fazer um depósito para um cliente Unibanco em uma agência do Itaú, a saída é fazer um DOC.

continua após publicidade

- Se as agências já estiverem operando no modelo Itaú [ou seja, se o cliente Unibanco já tem a conta com o novo número do Itaú] não há problemas. Caso contrário, a transferência terá que ser via DOC.

Vale lembrar que o DOC é um serviço tarifado – o preço da operação varia de banco para banco – e serve para transferir valores de uma instituição financeira para outra.

Segundo o Itaú-Unibanco, esse problema só estará resolvido completamente em novembro, quando a marca Unibanco vai desaparecer e dará origem às novas agências do Itaú.