Economia

Paraná abre diálogo sobre pedágio com concessionárias de rodovias

Da Redação ·
Proposta de remodelagem no sistema de pedágios propõe revisão das tarifas
fonte: AEN
Proposta de remodelagem no sistema de pedágios propõe revisão das tarifas

“Para resolver os gargalos logísticos no Estado, o Governo do Paraná deve manter permanente diálogo com os segmentos envolvidos nos vários modais de transporte”. A declaração é do secretário dos Transportes, Mario Stamm Junior, que na manhã desta segunda-feira (9) restabeleceu o diálogo com as concessionárias de rodovias.
 

continua após publicidade

A reunião com os representantes da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR-PR/SC) foi um pedido do governador Orlando Pessuti e aconteceu em Curitiba, na sede da Secretaria dos Transportes.
 

A intenção do Governo, a partir dessa visão, adiantou Mario Stamm, é fazer com que as concessionárias façam a duplicação das pistas previstas no contrato. São de responsabilidade das concessionárias 2.035 quilômetros de rodovias. “O Estado não pode mais conviver com o gargalo da pista simples nos trechos Medianeira-Cascavel e Ponta Grossa-Apucarana”, exemplificou.
 

continua após publicidade

O secretário também informou que o Governo defende a redução tarifária, que inclui proposta de remodelagem no sistema de pedágios. Um dos pontos a ser revisto é a TIR (Taxa Interna de Retorno), que na época da assinatura dos contratos com as empresas concessionárias estava em 20% e que hoje se encontra em 9%.
 

Mario Stamm considera que antecipar as duplicações e fazer a revisão técnica dos contratos, adequando as tarifas de pedágio, vai beneficiar os principais polos regionais do Estado. “Por isso, queremos essas obras viárias”.
 

“Classificamos esse primeiro encontro como muito bom”, avaliou o secretário. “Foi uma conversa profícua, que estabeleceu um novo nível de diálogo entre o poder concedente e as concessionárias”.
 

continua após publicidade

Os próximos encontros, ressalta o secretário, seguirão um calendário técnico a ser definido e contarão com a participação da Procuradoria Geral do Estado (PGE). A parte técnica das discussões será conduzida pela Secretaria dos Transportes e caberá à PGE orientar o marco jurídico dos entendimentos.
 

Stamm informou que dentro de 30 dias haverá nova reunião com os representantes das concessionárias e com a presença do procurador geral do Estado, Marco Antonio Berberi.