Economia

BRF, Rigor e Copacol têm venda de carne de ave suspensa

Da Redação ·
Ministério explicou que fiscais recolheram as amostras no comércio varejista de todo o País,
fonte: Google Imagens
Ministério explicou que fiscais recolheram as amostras no comércio varejista de todo o País,

A BRF Brasil Foods, com sede em Santa Catarina, é uma das três empresas impedidas pelo Ministério da Agricultura de comercializar carnes de aves in natura congeladas ou resfriadas, por conta da adição de água em seus produtos acima do permitido pela legislação. As outras duas companhias são a Rigor Alimentos, de São Paulo, e a Cooperativa Agroindustrial Consolata (Copacol), do Paraná.

continua após publicidade

Segundo nota técnica disponível no site do Ministério, a BRF foi proibida de comercializar o produto no dia 2 de agosto. A medida foi aplicada à Rigor Alimentos no dia 14 de julho e à Copacol no dia 21 de julho. As três empresas foram submetidas ao Regime Especial de Fiscalização, que determina análise de todo o estoque antes da liberação para o comércio. Este ano, oito empresas já foram incluídas nesse regime.

continua após publicidade

O ministério explicou que fiscais recolheram as amostras no comércio varejista de todo o País, para avaliação da quantidade de água resultante do descongelamento. A Portaria Nº 210/1998 delimita que carcaças e cortes de aves podem ter até 6% de água depois de descongeladas.