Economia

Procon irá notificar Nestlé, Garoto e Lacta por redução dos ovos de Páscoa

Da Redação ·
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

A Fundação Procon de Porto Alegre informou que irá apurar a responsabilidade das fabricantes Nestlé, Garoto e Lacta na redução do peso de ovos de chocolate. De acordo com o órgão, apesar da redução, os produtos eram comercializados pelo mesmo preço, sem o aviso devido ao consumidor. 

continua após publicidade

Os ovos de Páscoa produzidos neste ano pelas três marcas tiverem os pesos reduzidos entre 10% e 15% em relação ao ano passado, segundo informou o órgão. O Procon irá autuar as empresas que terão dez dias de prazo para apresentar defesa acerca das irregularidades. 

As fabricantes poderão ser multadas e até mesmo ter a venda dos produtos suspensa até a adequação das embalagens. Segundo Cauê Vieira, diretor-executivo do Procon Porto Alegre, além de notificar as empresas, o órgão também irá investigar uma alteração de padrão na fabricação. 

continua após publicidade

"A notificação é mais ampla do que somente a falta de comunicação ao consumidor. Questionamos também o motivo de as empresas retirarem a padronização dos ovos entre os fabricantes, pois até o ano passado eles eram numerados, mas a partir desse ano, com a redução do peso, isso ficou variável entre as empresas", disse. 

Desde 2002, a Portaria nº 81 do Ministério da Justiça estabelece que fabricantes que diminuírem a quantidade de produtos à venda ao consumidor devem informar a redução de modo claro e ostensivo nas embalagens. 

Procuradas pela reportagem, as empresas informaram que até o momento não foram notificadas oficialmente pelo Procon de Porto Alegre. Nestlé e Garoto afirmaram também que atendem rigorosamente às exigências legais. 

Já a Mondelez Brasil, dona da marca Lacta, disse em nota que qualquer mudança de peso está devidamente comunicada nas embalagens, de acordo com a legislação.