Economia

Novo Moto G começa a ser vendido nesta terça por R$ 899

Da Redação ·
A Motorola apresentou nesta terça (28) a terceira geração do Moto G - Imagem: m.tecmundo.com.br
A Motorola apresentou nesta terça (28) a terceira geração do Moto G - Imagem: m.tecmundo.com.br

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Motorola apresentou nesta terça (28) a terceira geração do Moto G, smartphone que a empresa diz ser o mais vendido no Brasil, com nova câmera e um corpo à prova d'água. A vedação protege o celular para submersões de até 1 metro por até 30 minutos.

O aparelho será vendido a partir desta terça por R$ 899 na versão básica, com 8 Gbytes. Outras versões têm suporte a TV digital, maior capacidade de armazenamento ou acessórios como um fone sem fio.

A empresa também atualizou seu Moto X, que fica entre os intermediários e o topo de linha Moto Maxx, com melhores câmeras e especificações de hardware no geral.

A câmera, considerada um dos pontos fracos do smartphone, ganhou a principal atualização: passou a ter um sensor de 13 Mpixels (ante 8 Mpixels de antes) e uma lente mais apropriada para fotografia com pouca luz -tem abertura f/2.0 (mais clara).

A tela foi mantida em 5 polegadas e com a resolução 720p. E celular agora tem entrada para cartão de memória do tipo microSD, da qual careciam os celulares que o antecederam.

O processador é mais rápido que o do antecessor, como era de se esperar: um Snapdragon 410, o mesmo empregado na edição com 4G do Moto E, um modelo mais barato, e o Redmi 2, da concorrente recém-chegada ao país Xiaomi.

Outros aparelhos que estão na mesma faixa de preço que o Moto G são o LG G3 Beat e o Samsung Galaxy Gran Prime Duos.

PERSONALIZAÇÃO
Ao escolher o aparelho na loja virtual da empresa, o consumidor pode personalizar sua carcaça com opções de cores para as partes traseira e frontal, botões e logotipos, por meio de um sistema que a Motorola intitula Moto Maker, anteriormente lançado nos EUA. Memória RAM, armazenamento e software também podem ser escolhidos.

Isso não aumenta o preço do celular, mas pode fazer com que sua entrega seja mais demorada.  Um dos fatores mais enaltecidos dos celulares da marca, o sistema Android em sua última versão (hoje a Lollipop 5.1) e praticamente sem modificações, continua parte do novo Moto G. Segundo a empresa, a bateria do smartphone dura um dia inteiro de uso.

continua após publicidade