Economia

Lula volta a cobrar investimentos em produção de aço

Da Redação ·
Presidente disse estar inconformado com produtividade fraca no setor siderúrgico
fonte: g1.com.br
Presidente disse estar inconformado com produtividade fraca no setor siderúrgico

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva insistiu na defesa do aumento da produção nacional de aço na reunião que teve com toda a diretoria do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) no Rio, na terça-feira (6). Ao recomendar que o banco concentre esforços para elevar os investimentos em siderurgia, o presidente, mais uma vez, se disse inconformado com o fato de o Brasil, maior produtor mundial de minério de ferro, fabricar "somente 35 milhões de toneladas de aço".

continua após publicidade

Aos executivos do banco, Lula repetiu que gostaria de ver o País transformado em exportador de placas de aço, e não de matéria-prima. Mas, na prática, o banco não tem como "convencer" o setor a investir em novos projetos. Também não há, segundo fontes do BNDES, estudos para um programa com taxas específicas para o setor. Acionista da Vale, CSN e Usiminas, o banco pode, porém, participar da estratégia dessas empresas.