Economia

Morto vai parar no SPC por atrasar conta de telefone

Da Redação ·
 Conta mostra débitos de 2002 no valor de pouco mais de R$ 1.900. Homem morreu em 1988
fonte: Do R7
Conta mostra débitos de 2002 no valor de pouco mais de R$ 1.900. Homem morreu em 1988

Jamil Garcia dos Santos teve o nome incluído na lista do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) no Espírito Santo. Ele atrasou contas de telefone e a família recebeu uma carta de cobrança. O cenário não é diferente daqueles com que os serviços de proteção ao crédito estão acostumados. A diferença é que o devedor morreu há 22 anos.

continua após publicidade



Santos sofreu um acidente de trânsito em agosto de 1988, em Vila Velha, aos 23 anos. Apesar da certidão de óbito devidamente registrada, a conta mostra seis parcelas em débito, datadas do ano de 2002, no valor de pouco mais de R$ 1.900.



Josenilda Garcia, irmã de Jamil, diz que o documento dele pode ter sido clonado.

continua após publicidade



- Eu tomei aquele choque. Uma pessoa que já faleceu faz tantos anos. Alguém pegou o documento dele e usou de má fé. Usou bastante.


Ela teme que novas cobranças possam ser enviadas para a família, que não tem condições de arcar com as dívidas.


 

- Só queria que a Justiça tomasse uma providência contra a pessoa que está usando o CPF dele.