Economia

Juiz do caso Eike pede licença médica

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

MARCO ANTÔNIO MARTINS

continua após publicidade

RIO DE JANEIRO, RJ - O juiz Flávio Roberto de Souza, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio, entrou com um pedido, nesta sexta (27) à Corregedoria Regional da Justiça Federal para se afastar por 15 dias do trabalho em razão de uma licença médica. A solicitação será analisada na sessão do TRF (Tribunal Regional Federal), da 2ª Região, que compreende os Estados do Rio e Espírito Santo, na próxima terça (3). No mesmo dia, o juiz será avaliado por uma junta de médicos. 

Na terça (24), o juiz foi flagrado dirigindo o Porsche Cayenne branco, de propriedade do empresário Eike Batista e que havia sido apreendido por determinação do magistrado. Também estariam na garagem do prédio onde mora, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, uma Hilux, também de Eike, e uma Range Rover, de Thor Batista, filho do empresário.

continua após publicidade

O piano do empresário, também apreendido, estaria, de acordo com o próprio juiz, na casa de um vizinho seu. 

Na quinta (26), a corregedora nacional de Justiça já havia decretado o afastamento de Souza de suas funções. Nesta sexta (27), o juiz substituto de 3ª Vara Federal, Vítor Barbosa Valpuesta, seguindo determinação do corregedor do TRF, o desembargador Guilherme Couto de Castro, começou a definir novos fiéis depositários para cuidar dos bens de Eike Batista que estavam de posse do juiz Souza ou com seus vizinhos, como afirmou à reportagem.