Economia

Operação 'Pilantropia' combate desvio de produtos

Da Redação ·

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram na manhã de hoje uma operação de combate ao desvio e à comercialização de mercadorias apreendidas e destinadas a órgãos públicos e entidades filantrópicas no Rio de Janeiro. De acordo com a Receita, a operação "Pilantropia" conta com cerca de 100 servidores, que cumprem 15 mandados de busca e apreensão e sete de prisão preventiva, simultaneamente, na cidade do Rio de Janeiro e municípios vizinhos. Os mandados, expedidos pela Justiça Federal do Rio de Janeiro, abrangem escritórios de empresas relacionadas ao esquema, depósitos de mercadorias e residências de alguns envolvidos.

continua após publicidade

Foi determinado judicialmente o afastamento das funções de todos os servidores envolvidos na fraude, inclusive do chefe do esquema, que foi preso em Foz do Iguaçu, no Paraná. Conforme as investigações, o grupo cometeu vários crimes, como peculato, formação de quadrilha e receptação. O valor das mercadorias desviadas e destinadas a apenas três prefeituras e uma unidade militar, no ano de 2009 e início de 2010, é de cerca de R$ 3 milhões.

continua após publicidade

A palavra "pilantropia", que dá nome à operação, é uma gíria utilizada no Brasil em relação à falsa filantropia, entendida como atos de caridade com o objetivo de se tirar algum tipo de proveito da situação. A ação de hoje foi conduzida pelo Centro de Inteligência Policial de Combate ao Crime Organizado (Cicor) da Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro, em conjunto com a Receita Federal. Participam dos trabalhos servidores da Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro, do Núcleo de Inteligência Policial da Delegacia de Foz do Iguaçu, da Superintendência Regional da Receita Federal na 7ª Região Fiscal e da Delegacia da Receita Federal em Foz do Iguaçu.