Economia

Participantes investem até R$ 11 mil para ter PC mais bonito da Campus Party

Da Redação ·
Foto: Evilyn Guedes/ Campus Party Brasil
Foto: Evilyn Guedes/ Campus Party Brasil

SÃO PAULO, SP - Os PCs customizados são uma das atrações que mais chamam atenção na Campus Party. 

continua após publicidade

Alguns participantes abriram os bolsos para trazer as máquinas mais populares da feira neste ano. 

A maioria deles faz parte de equipes profissionais que disputam quem tem o computador mais turbinado e personalizado do evento -a Campus Party 2015 recebe a oitava edição do Campeonato Brasileiro de "CaseModding", nome que recebe a competição. 

continua após publicidade

O paulistano Caio Santos, 31, trouxe uma CPU gigante com tema de "Star Wars". Apesar de receber patrocínio, ele conta que tirou R$ 1 mil do próprio bolso para completar a máquina. 

"Eu fiz algumas modificações para melhorar o desempenho, mas o principal objetivo é chamar a atenção mesmo. Dar a minha cara para o PC", afirma o competidor da equipe Case Modder Team, da fabricante Cooler Master. 

"Eu acho que é a CPU mais legal da feira", completa. 

continua após publicidade

Mas o "modder", como são chamados os praticantes, tem rivais de peso. Um computador temático de "Thor", com um martelo em cima, é um dos que está fazendo mais sucesso entre os visitantes. 

O dono dele é Douglas Alves, 35, de Guarulhos -o atual campeão da disputa. "A diferença é que eu faço tudo manualmente, na raça. Tem gente que manda montar em loja", comenta o integrante da Modders BR. Ele investiu R$ 4 mil além do dinheiro do patrocínio em sua máquina. 

O júri vai avaliar os competidores do Campeonato Brasileiro de CaseModding na quinta-feira (5), analisando critérios como criatividade, design e organização do sistema.

continua após publicidade

Os vencedores receberão R$ 300, convites para a Campus Party do ano que vem e um "prêmio surpresa", de acordo com o site do evento. 

Mas nem todo mundo modifica seu PC pela competição. O "campuseiro" Eduardo Vendramini, de 35 anos, investiu cerca de R$ 11 mil e nem está participando do campeonato. Para ele, a principal motivação é a satisfação pessoal de montar sua própria máquina. 

"Só na placa mãe eu paguei R$ 2,5 mil. É uma ASUS Black Edition", conta o rapaz de Jaú, cidade do interior paulista. Ele levou seis meses para deixar o PC pronto para o evento. 

"No ano retrasado eu participei da feira com um notebook. No ano passado não deu para vir, mas eu resolvi montar uma máquina que chamasse um pouco mais de atenção para 2015", comenta.