Economia

Dólar tem sexto dia consecutivo de queda

Da Redação ·
 O declínio acumulado do dólar nessa sequência de quedas alcança 4,1%
fonte: Agências
O declínio acumulado do dólar nessa sequência de quedas alcança 4,1%

O dólar caiu pelo sexto dia consecutivo nesta terça-feira (6), influenciado pelo crescente interesse de investidores estrangeiros no Brasil em meio a uma sessão de ajustes no exterior.

continua após publicidade

A moeda norte-americana recuou 0,45%, para 1,755 real, a menor cotação de fechamento desde 12 de janeiro. O declínio acumulado nessa sequência de quedas alcança 4,1%. No ano, contudo, a moeda ainda sobe 0,69%.

Na contramão, o dólar subia 0,3% em relação a uma cesta com as principais moedas no exterior. O euro era uma das que mais perdiam, com baixa de 0,6% pela volta das preocupações com a Grécia.

continua após publicidade

O que permitiu um comportamento diferente do mercado local foi, segundo profissionais da área de câmbio, o interesse de investidores estrangeiros no Brasil. A Pimco, maior gestora de fundos de bônus do mundo, citou o real como uma das melhores moedas para se investir no mundo atualmente, por exemplo.

"Tem bastante entrada de gringos, fundos de pensão", disse Marcelo Oliveira, operador de câmbio da corretora BGC Liquidez.

O próprio fluxo externo para a bolsa tem melhorado, revertendo no primeiro dia de abril o resultado negativo que vinha sendo registrado no ano. As entradas no ano agora superam os resgates em R$ 119,2 milhões.