Economia

Alimentos puxam inflação em Ribeirão Preto no mês de novembro

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

RIBEIRÃO PRETO, SP - O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), medido pela associação comercial e industrial em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), registrou inflação de 0,28% em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) no mês de novembro. 

continua após publicidade

Os números foram divulgados na manhã desta quarta-feira (10). 

Os maiores índices de aumentos de preços foram verificados no grupo de alimentos, com alta de 1,05%, e despesas pessoais --que inclui gastos com manicure/pedicure e academia, por exemplo-- que subiram 0,93%. 

continua após publicidade

Gastos com vestuário aumentaram 0,16%, educação 0,13% e saúde 0,11%. 

Transporte e habitação registram redução de preços de 0,57% e 0,01%, respectivamente. 

Entre os produtos que tiveram os maiores aumentos de preços estão a batata, cenoura, pão francês, bebidas, contrafilé, cebola, limão e filé (na alimentação). 

continua após publicidade

Também houve elevação expressiva do aluguel (habitação) e manicure/pedicure (despesas pessoais). 

No acumulado do ano --janeiro a novembro-- a inflação é de 4,10%. O índice é menor que os 4,99% registrados no mesmo período do ano passado.