Economia

Joaquim Levy é anunciado o novo ministro da Fazenda

Da Redação ·
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

BRASÍLIA, DF E SÃO PAULO, SP - O Palácio do Planalto confirmou nesta quinta-feira (27) o nome dos novos titulares da área econômica do governo. 

continua após publicidade

O engenheiro naval Joaquim Levy vai comandar o Ministério da Fazenda e Nelson Barbosa assumirá a pasta do Planejamento. Eles ocuparão os cargos de Guido Mantega e Miriam Belchior, respectivamente. 

Levy e Barbosa, no entanto, não tomarão posse de imediato: eles irão compor equipe de transição e vão despachar no Palácio do Planalto, próximos à presidente Dilma Rousseff. 

continua após publicidade

Em nota, lida pelo ministro Thomas Traumann (Secretaria de Comunicação), a Presidência informou ainda que o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, permanece no cargo. 

O adiamento da posse também suspendeu o anúncio de novas medidas econômicas previstas para serem apresentadas nesta quinta-feira (27).

Segundo a reportagem apurou, a nova equipe econômica não teve tempo de analisar com profundidade o teor de todas as propostas, por isso o cancelamento da posse esperada para ocorrer já na sexta (28). 

continua após publicidade

Algumas das ações foram consideradas "insuficientes" por auxiliares presidenciais para, de um lado, promover a redução do gasto público e, de outro, ajudar a impulsionar o tímido crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) no ano que vem. 

MEDIDAS 

Na terça-feira (25), um pacote de medidas para reequilibrar as contas públicas, fechado por Guido Mantega, foi entregue à presidente Dilma Rousseff. Entre elas está a volta da cobrança da Cide (contribuição para regular o preço dos combustíveis). 

continua após publicidade

Segundo a reportagem apurou, a decisão final será tomada em reunião da presidente com a nova equipe econômica. Nesta terça, ela recebeu Levy e Barbosa no Planalto. 

Na reunião, da qual participaram Alexandre Tombini e Aloizio Mercadante (Casa Civil), foram discutidas as novas medidas e a futura equipe econômica.