Economia

Missão italiana vem conhecer Arranjos Produtivos Locais

Da Redação ·
Missão deve estar em Apucarana na segunda-feira
fonte: Jian Papa/Portal do Boné
Missão deve estar em Apucarana na segunda-feira

O especialista no segmento têxtil e confecções Luigi Bertorelli, da Itália, realizará visita técnica a partir desta sexta-feira (2) até a próxima terça-feira (6), aos Arranjos Produtivos Locais (APLs) de confecção de Maringá e Cianorte e de bonés de Apucarana. Bertorelli será acompanhado por técnicos da Coordenadoria de Desenvolvimento Governamental da Secretaria do Planejamento e Coordenação Geral (Sepl).
 

continua após publicidade

Ele está no Brasil desde quarta-feira (30) e participou em Brasília do Seminário Internacional Brasil/União Européia sobre “Inovação em Arranjos Produtivos Locais”, realizado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, em parceria com os núcleos estaduais de apoio aos APLs.
 

O Paraná foi representado no evento pela Rede Paranaense de Apoio aos APLs, coordenado pela Sepl. O seminário teve como objetivo promover, com base no debate e intercâmbio de informações com a União Européia, o desenvolvimento regional brasileiro, pela introdução e fortalecimento de processos de inovação em APLs no País.
 

continua após publicidade

Para o secretário de Planejamento Allan Jones, a visita de Bertorelli ao Paraná reforça a política do atual governo em promover parceria com o Governo Federal, em prol do desenvolvimento regional do Paraná. “A visita vai aprofundar o debate em relação à experiência da União Européia na formulação de políticas públicas voltadas ao incremento da competitividade dos empreendimentos por meio da inovação”, ressaltou.
 

Para o coordenador da Rede APL Paraná, economista Noé Vieira dos Santos, os APLs serão beneficiados com esta iniciativa, pois durante a missão, o especialista elaborará documento técnico que reflita o diagnóstico e as perspectivas dos APLs visitados, bem como as possibilidades de intercâmbio com arranjos europeus.
 

APLs - Os Arranjos Produtivos Locais são concentrações de indústrias de um mesmo segmento ou de atividades complementares de uma mesma região. O APL propicia ações conjuntas, como a compra de matérias-primas, consórcios para exportação, compartilhamento de tecnologias e capacitação de mão-de-obra. Desta forma, as indústrias ganham em escala, reduzem custos e conseguem ser mais competitivas.
 

No Paraná, o fortalecimento dessas aglomerações se deu através de implementação de programas e políticas públicas lideradas pelo governo do Estado, em parceria com entidades federais e com a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae-PR).