Economia

Atividade industrial desacelera na zona do euro em junho

Da Redação ·

O crescimento da produção no setor industrial da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam a moeda única) desacelerou ligeiramente em junho, na mais recente indicação de que a recuperação do bloco está perdendo fôlego, segundo uma pesquisa mensal da empresa de informações financeiras Markit. O índice dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês), termômetro da atividade econômica baseado numa pesquisa com cerca de 3 mil empresas industriais, recuou para a mínima de quatro meses de 55,6 no mês de junho, de 55,8 em maio.

continua após publicidade

O resultado ficou em linha com a leitura preliminar e com a expectativa de consenso do mercado, conforme uma pesquisa com economistas feita na semana passada. Embora o PMI tenha recuado mais em relação à máxima de quase quatro anos atingida em abril, permanece bem acima da média de longo prazo, de 51,6, segundo a Markit. O indicador tem ficado acima do nível de 50, indicando melhora do ambiente de negócios, há nove meses seguidos.

continua após publicidade

Reino Unido

continua após publicidade

O setor de manufatura do Reino Unido se expandiu a um ritmo mais lento em junho, em razão da redução das encomendas para exportação, o que levanta receios sobre a sustentabilidade do atual forte ritmo de crescimento. Segundo a empresa de pesquisas Markit, o PMI caiu para 57,5 em junho, de 58,0 em maio. Apesar da queda, o resultado de junho foi mais forte do que a previsão dos economistas, que era de recuo para 57,0.

A pesquisa afirmou que a demanda doméstica por bens se manteve em alta em junho, mas a demanda do exterior diminuiu. Os números também mostraram que o emprego no setor de manufatura subiu no ritmo mais rápido em mais de 15 anos em junho, enquanto a taxa de crescimento da produção foi a mais lenta em cinco meses. As informações são da Dow Jones.