Economia

Prévia do IPC-Fipe traz primeira deflação desde 2006

Da Redação ·

A queda nos preços dos alimentos levou o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) a registrar deflação pela primeira vez em quase quatro anos. Na terceira quadrissemana de junho, o índice recuou para uma variação de -0,08%, contra 0,03% na segunda quadrissemana. O IPC havia registrado inflação de 0,35% na terceira quadrissemana de maio.

continua após publicidade

O declínio foi maior do que o previsto no levantamento realizado pelo AE Projeções: as estimativas das 14 casas consultadas variavam de queda de 0,03% a alta de 0,04%, com mediana em 0,00%. O indicador não apresentava deflação desde a primeira quadrissemana de julho de 2006, quando recuou 0,19%.

continua após publicidade

Na comparação entre a segunda e a terceira quadrissemana de junho, houve desaceleração ou queda de preços em quatro dos sete grupos pesquisados, com destaque para o grupo Alimentação, que passou de uma deflação de -0,83% na pesquisa anterior para uma variação de -1,21% na terceira quadrissemana. A inflação diminuiu nos grupos Habitação (de 0,25% para 0,17%), Saúde (0,94% para 0,69%) e Vestuário (de 0,73% para 0,54%). No grupo Educação, a variação foi a mesma do levantamento anterior: 0,05%. Os preços avançaram apenas nos grupos Transportes (de deflação de 0,18% para deflação de 0,12%) e Despesas Pessoais (de 0,50% para 0,67%).

continua após publicidade

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC:

Habitação: 0,17%

continua após publicidade

Alimentação: -1,21%

continua após publicidade

Transportes: -0,12%

continua após publicidade

Despesas Pessoais: 0,67%

Saúde: 0,69%

continua após publicidade

Vestuário: 0,54%

Educação: 0,05%

Índice Geral: -0,08%