Economia

BC dos EUA aponta que manterá juros baixos e reduz previsão para economia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia BC dos EUA aponta que manterá juros baixos e reduz previsão para economia
fonte:
BC dos EUA aponta que manterá juros baixos e reduz previsão para economia

SÃO PAULO, SP - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, reafirmou nesta quarta-feira (17) a promessa de manter as taxas de juros perto de zero por um "tempo considerável".

continua após publicidade

O termo diz respeito ao destino dos juros após o encerramento do programa de estímulo à economia americana, previsto para outubro.

A instituição repete as preocupações com a ociosidade do mercado de trabalho, mantendo-se firme contra pedidos para revisar sua política.

continua após publicidade

A informação foi divulgada em comunicado do comitê de política monetária dos Estados Unidos, o Fomc.

A esperada menção, que gerou especulações na últimas semanas, vai de encontro às expectativas do mercado de que o Fed manteria um posicionamento menos agressivo. O texto aponta que a instituição pretende manter a taxa entre zero e 0,25%.

Nos últimos meses, a presidente do instituição, Janet Yellen, vinha marcando a posição do Fomc de que as taxas de juros do país poderiam ser elevadas antes do esperado, em caso de melhora nos indicadores do mercado de trabalho e a inflação rumo à meta de longo prazo de 2% ao ano.

continua após publicidade

O ritmo anualizado de crescimento de 4% registrado pela economia no segundo trimestre também levara alguns economistas a defender que o Fed elevasse os juros mais cedo.

No entanto, no comunicado atual, o banco central americano afirma que a economia ainda mantém uma "subutilização significativa da força de trabalho".


CRESCIMENTO DA ECONOMIA

continua após publicidade

O Fed também reviu as projeções de crescimento para a economia americana, mostrando agora expectativa de um desempenho mais lento.

A previsão de avanço do PIB em 2014 desacelerou para o intervalo de 2,0% a 2,2%, frente à expectativa anterior de 2,1% a 2,3%.

continua após publicidade

No ano que vem, o banco central dos EUA espera avanço de 2,6% a 3,0%, ante projeção anterior de 3,0% a 3,2% feita em junho.


TÍTULOS

Conforme o mercado esperava, a instituição também reduziu US$ 15 bilhões mensais seu programa de compra de títulos.

"O comitê vai acompanhar de perto os desdobramentos econômicos nos próximos meses e continuará suas compras de títulos, além de usar outras ferramentas conforme considerar necessário até o desenvolvimento substancial do mercado de trabalho", informou o Fed no texto.