Economia

Mantega prevê arrecadação mais magra em agosto com Refis

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mantega prevê arrecadação mais magra em agosto com Refis
fonte: Foto: José Cruz/ Agência Brasil
Mantega prevê arrecadação mais magra em agosto com Refis

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, sinalizou nesta quinta-feira, 28, que a arrecadação do governo com o parcelamento de débitos tributários em agosto será menor do que o previsto pela Receita Federal. Mantega culpou a Receita por ter feito uma previsão "inadequada". "Eu avisei a Receita que não era isso", disse Mantega.

A previsão da área técnica da Receita era de uma ingresso de R$ 13 bilhões com o Refis em agosto e R$ 18 bilhões no ano. O ministro destacou que o ingresso da primeira parcela ou parcela única de um segundo Refis aberto previsto para 2014 ocorrerá em novembro.

Mantega disse que "como um todo" o Refis deve render de R$ 18 bilhões a R$ 20 bilhões em 2014. "Esse Refis que começou em agosto é dividido em cinco parcelas. Não tinha como concentrar em agosto a projeção de R$ 13 bilhões. É inadequada", explicou. O ministro disse que é preciso esperar até novembro para ter uma ideia clara da arrecadação do Refis em 2014.

Sem os R$ 13 bilhões do Refis previsto para agosto, ficará mais difícil cumprir a meta quadrimestral (até agosto) de R$ 39 bilhões para as contas do Governo Central. O anúncio do resultado das contas em agosto ocorrerá às vésperas da campanha eleitoral.

continua após publicidade