Economia

Petrobras fecha parceria com São Martinho em etanol

Da Redação ·

A Petrobras, por meio da Petrobras Bicombustível (PBio), e a São Martinho anunciaram hoje a assinatura de uma parceria estratégica para aumento da produção de etanol na região Centro-Oeste do Brasil. A parceria envolve as subsidiárias integrais do grupo São Martinho Usina Boa Vista e a SMBJ Agroindustrial, localizadas no Estado de Goiás. A SMBJ foi constituída para o desenvolvimento de um novo projeto para produção de etanol.

continua após publicidade

Segundo fato relevante divulgado nesta manhã, será constituída uma nova sociedade, denominada Nova Fronteira Bioenergia, que controlará a Usina Boa Vista e a SMBJ Agroindustrial. A Petrobras Biocombustível subscreverá o equivalente a R$ 420,8 milhões em ações, passando a controlar 49% da nova sociedade. O investimento a ser efetuado pela companhia ocorrerá em duas parcelas, sendo a primeira equivalente a R$ 257,6 milhões - a ser desembolsada em até 90 dias, após a conclusão da análise jurídica das documentações das empresas (due dilligence) - e a segunda equivalente a R$ 163,2 milhões - a ser desembolsada em até 12 meses da data de subscrição.

continua após publicidade

A Usina Boa Vista tem atualmente capacidade de moagem de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano e possui investimentos já realizados e a realizar com o objetivo de alcançar a capacidade de 7,0 milhões de toneladas por ano a partir da safra 2014/15. Os recursos aportados pela Petrobras Biocombustível serão destinados à expansão da produção da nova sociedade, em especial da Usina Boa Vista.

continua após publicidade

A transação irá contribuir também, segundo o comunicado, para a melhora da estrutura financeira da nova sociedade, que deve apresentar uma redução significativa no endividamento líquido consolidado. Em 31 de março, a Usina Boa Vista e a SMBJ Agroindustrial possuíam endividamento líquido de R$ 409,5 milhões. Após a conclusão do aporte da Petrobras, o balanço consolidado da nova companhia contará com o patrimônio líquido de R$ 858,8 milhões. O acordo prevê ainda que a Petrobras Biocombustível terá direito de preferência, em termos e condições de mercado, para a compra de até 49% da produção de etanol e energia elétrica produzidos pela nova sociedade.

Governança

continua após publicidade

De acordo com o fato relevante, o conselho de administração da Nova Fronteira será composto por seis membros, sendo três designados pela São Martinho e os outros três pela Petrobras. O presidente do conselho será designado pela São Martinho e o vice-presidente será apontado pela Petrobras. As matérias de cunho estratégico serão decididas por consenso. O diretor-presidente e o diretor de Operações da nova sociedade serão indicados pela São Martinho, enquanto o diretor Financeiro e Administrativo será indicado pela Petrobras Biocombustível.