Economia

CNI afirma que setor no país vive um dos piores momentos "da história"

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia CNI afirma que setor no país vive um dos piores momentos "da história"
fonte: Foto: Divulgação
CNI afirma que setor no país vive um dos piores momentos "da história"

A indústria brasileira – que em junho teve sua quarta queda mensal consecutiva – vive "um dos piores momentos de sua história", segundo Robson Braga Andrade, presidente da Confederação Nacional do setor (CNI).

continua após publicidade

“Estamos vivendo talvez um dos piores momentos da nossa história. Estou como empresário há 37 anos, mas não me lembro de ter passado um período tão difícil como passamos no ano passado e esse ano", disse Braga nesta terça-feira (19), em evento no Rio de Janeiro.

De acordo com ele, a perspectiva é que a indústria brasileira cresça este ano abaixo de 1%, entre 0 e 0,8%. A previsão já foi de 3%. “Esse ano na indústria estamos perdidos. A indústria brasileira vai crescer abaixo de 1%. Vai ficar entre zero e 0,8%, enquanto a gente tinha uma expectativa de ter um crescimento mais vigoroso”, afirmou. Braga explicou que há diversos motivos para uma resultado tão abaixo da expectativa e acrescentou que “está começando a ter demissões nos principais setores”.

continua após publicidade

“A carga tributária elevada, o problema da nossa burocracia, a falta de crédito, o câmbio brasileiro muito inadequado para a indústria brasileira, juros elevados, quer dizer, todos esses fatores foram responsáveis por uma atividade baixa da indústria”, explicou.

Expectativa para 2015

Para 2015, a CNI espera que o crescimento da indústria brasileira seja de 1,5% a 2%. No entanto, ele ressaltou que existe uma expectativa do Banco Mundial de que o Brasil possa crescer 3%, a 3,2% no próximo ano.

Confira matéria completa AQUI