Economia

EDF fica com cerca de 10% do gasoduto europeu

Da Redação ·

A francesa Electricité de France (EDF) disse que concordou em ficar com uma parcela de, no mínimo, 10% no projeto do gasoduto do consórcio formado com a russa Gazprom e a italiana Eni SpA.

continua após publicidade

, sob o Mar Negro, para os Bálcãs e, então, para a Europa.

continua após publicidade

Segundo memorando de entendimento, a Eni, atualmente com 49% de participação no consórcio, irá reduzir esta parcela, enquanto a Gazprom continuará como controladora, com 51%.

O presidente da holandesa Gasunie, Marcel Kramer, foi apontando como presidente e diretor executivo para o projeto do gasoduto, segundo a Gazprom. As informações são da Dow Jones.