Economia

Executiva do Facebook pede desculpas por experimento sem aval de usuários

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Executiva do Facebook pede desculpas por experimento sem aval de usuários
fonte: Foto: arquivo
Executiva do Facebook pede desculpas por experimento sem aval de usuários

SÃO PAULO, SP - A chefe operacional do Facebook, Sheryl Sandberg, desculpou-se nesta quarta-feira (2) pelo polêmico estudo psicológico que a rede social conduziu com quase 700 mil usuários, diz reportagem do "The Wall Street Journal".

continua após publicidade

O site virou alvo de protestos após divulgar, na semana passada, uma pesquisa realizada em 2012 na qual filtrou e manipulou sem qualquer tipo de aviso prévio o feed de notícias dos usuários, observando as emoções às quais as pessoas eram expostas.

"Pedimos desculpas pela falta de comunicação. Nunca quisemos aborrecê-los", disse a executiva durante um encontro com anunciantes em Nova Déli, na Índia.

continua após publicidade

Segundo ela, o estudo foi parte de pesquisas que empresas realizam para testar seus produtos.

"Encaramos privacidade e segurança com muita seriedade no Facebook, pois é isso que permite às pessoas compartilhar opiniões e emoções", completou Sandberg.


TESTE PSICOLÓGICO

continua após publicidade

A pesquisa, conduzida em parceria com as universidades de Cornell e da Califórnia, em São Francisco, teve duração de uma semana e foi feita para avaliar se o contato com diferentes emoções influenciava o tipo de postagem dos usuários.

Por meio da manipulação de fluxo de vídeo, fotos, links e comentários de amigos, a empresa descobriu que, quanto mais histórias negativas os usuários recebiam, mais negativas ficavam suas próprias postagens, e vice-versa.

Advogados, ativistas da internet e políticos manifestaram preocupação com o experimento. Há receio de que o mecanismo possa ser usado para fins políticos.
No momento, autoridades britânicas estão investigando se o Facebook violou leis de proteção de dados ao realizar a pesquisa.