Economia

Dólar sobe após 4 dias em baixa em meio a giro fraco

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Dólar sobe após 4 dias em baixa em meio a giro fraco
fonte: Foto: arquivo
Dólar sobe após 4 dias em baixa em meio a giro fraco

O dólar exibiu um pouco de volatilidade no início dos negócios nesta quarta-feira, 11, mas ela logo foi substituída pela trajetória positiva. A moeda se ajustou após quatro dias consecutivos de perdas e subiu, num dia de agenda esvaziada, noticiário fraco e giro igualmente débil.

As duas pesquisas de intenção de voto conhecidas entre ontem, no final da tarde, e esta manhã 'jogaram' a moeda para cima e para baixo pela manhã, uma vez que a Ibope foi prejudicial à presidente Dilma Rousseff, mas a Vox Populi sinalizou sua vitória ainda em primeiro turno. No final das contas, o que prevaleceu no mercado de dólar foi o movimento técnico de ajuste.

O dólar no balcão terminou o dia em alta de 0,40%, a R$ 2,2360, na máxima do dia. Na mínima, marcou R$ 2,2260. A máxima foi influenciada por um fluxo comprador já antecipando o feriado de amanhã em São Paulo, por causa da abertura da Copa do Mundo. O giro na sessão regular totalizou R$ 660 milhões em D+2.

A alta do dólar no Brasil também ocorreu em sintonia com o desempenho das divisas emergentes no exterior, como a rupia indiana e o rand sul-africano. Perto das 16h30, essas moedas registravam, respectivamente, ganho de 0,25%, 0,22%, e 0,48%. No mercado futuro, o dólar para julho avançava 0,49%, no mesmo horário, a R$ 2,2450.

No começo da tarde, os dados do fluxo cambial não chegaram a interromper a trajetória de ganhos da moeda. O Banco Central informou que o fluxo foi positivo em US$ 2,109 bilhões entre 2 e 6 de junho, com fluxo financeiro positivo em US$ 2,5 bilhões e fluxo comercial negativo em US$ 391 milhões. No ano até 6 de junho, o fluxo cambial está positivo em US$ 6,137 bilhões.

No leilão de swap de hoje, o Banco Central vendeu os 4 mil contratos ofertados, distribuídos nos dois vencimentos. O valor total da venda foi de US$ 198,8 milhões. O Banco Central também vendeu 10 mil contratos de swap cambial ofertados na operação de rolagem de títulos que vencem em 1º de julho de 2014. O valor total da operação foi de US$ 494,2 milhões, distribuídos em dois vencimentos.

Apesar da correção de hoje, a trajetória de baixa tende a retomar, visto que várias empresas estão com emissões externas de bônus engatilhadas.

continua após publicidade