Economia

Líder em reciclagem de alumínio confirma fábrica no Paraná

Da Redação ·
Líder em reciclagem de alumínio confirma fábrica no Paraná (
fonte:
Líder em reciclagem de alumínio confirma fábrica no Paraná (

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e o diretor-presidente da Latasa Reciclagem, Mário Fernandez, assinaram nesta segunda-feira (02) protocolo de intenções que garante apoio do Governo do Estado, por meio do programa Paraná Competitivo, para a instalação de uma planta industrial da empresa no município de Centenário do Sul, no Norte do Estado. O secretário da Fazenda, Luiz Eduardo Sebastiani, também assinou o documento.

Líder no mercado brasileiro de reciclagem de alumínio, a Latasa vai investir R$ 30 milhões no empreendimento, que vai trabalhar com qualquer tipo de sucata. A nova fábrica criará cerca de 150 empregos diretos e 300 indiretos. A unidade de Centenário do Sul terá capacidade para reciclar de 2 mil a 3 mil toneladas de sucata por mês.

“São mais R$ 30 milhões de investimentos, que garantirão empregos e renda em Centenário do Sul, beneficiando, também, municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano”, afirmou o governador, na solenidade, realizada no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Richa ressaltou o caráter descentralizado dos investimentos produtivos feitos dentro do maior ciclo industrial do Estado. “Dos novos investimentos, 75% estão localizados em municípios do interior do Paraná, o que dissemina a oportunidade de empregos para as pessoas nos locais onde elas vivem, incentivando, também surgimento de negócios para empreendedores de todas as regiões”, afirmou o governador.

“Estamos colhendo frutos da estratégia de desenvolvimento econômico implantada pelo governo estadual, baseada no diálogo com o setor produtivo, na segurança jurídica aos investidores e no apoio por meio do programa Paraná Competitivo”, disse Richa. De 2011 para cá, o Estado já teve confirmado R$ 30 bilhões em novos investimentos, tanto de empreendimentos que chegam ao Estado como de expansão de indústrias já existentes. Os novos empreendimentos têm potencial para criar 180 mil empregos.

O governador lembrou que pesquisa realizada pelo Sebrae e Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou o Paraná como o Estado com melhor ambiente para a instalação de micro e pequenas empresas.

Richa citou outros indicadores do bom desempenho econômico do Estado. Dados do Ministério do Trabalho confirmam o Paraná que, em 2013, o Estado foi o terceiro maior gerador de empregos com carteira assinada. “O Produto Interno Bruto do Paraná cresceu mais que o dobro do nacional em 2013. Até 2010, o desempenho do PIB estadual era menor que o do Brasil.

continua após publicidade