Economia

Petrobras diz que irá à Justiça contra decisão da ANP sobre campo

Da Redação ·
CPI da Petrobras convoca Graça Foster para depor na quinta-feira - Foto: Arquivo
fonte: Foto: Arquivo
CPI da Petrobras convoca Graça Foster para depor na quinta-feira - Foto: Arquivo

RIO DE JANEIRO, RJ - O diretor da Petrobras, José Formigli, disse que irá recorrer à Justiça contra a decisão da ANP de classificar com um único campo as áreas de Lula e reservas contíguas.

Formigli entende que são campos distintos e, por isso, essa será a posição que a companhia defenderá. Sem um resultado positivo na Justiça brasileira, o diretor disse que o passo seguinte será recorrer a uma arbitragem internacional.

Para o diretor não é uma questão de pagar "mais ou menos" royalties à ANP, mas sim afirmar a certeza da estatal de que se tratam de campos distintos.

Se todos forem considerados apenas um campo, a produtividade da área de Lula e do seu entorno, no pré-sal da bacia de Santos, será maior e incidirá um pagamento mais expressivo de royalties e participações especiais. Esses pagamentos incidem sobre campos de grande produtividade.

A estatal também recorrerá contra a decisão similar da ANP de considerar um único campo as áreas do chamado Parque das Baleias, no pôs-sal da bacia de Campos.

continua após publicidade

PREÇOS

Sobre um novo reajuste dos preços dos combustíveis, a presidente da estatal, Graça Foster, não descarta aumento ainda neste ano. A executiva ponderou, porém, que será um ajuste "moderado", sem repassar o movimento de curto prazo. "Não vamos fazer um ajuste no curto prazo."