Economia

Dólar cai com ajuste técnico e em linha com o exterior

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Dólar cai com ajuste técnico e em linha com o exterior
fonte: Foto: arquivo
Dólar cai com ajuste técnico e em linha com o exterior

O dólar fechou em queda ante o real nesta segunda-feira, 28, afetado por um movimento de ajuste após os fortes ganhos registrados na sexta-feira e um baixo volume de negócios. Segundo operadores, o declínio da moeda no mercado doméstico também sofreu influência do fraco desempenho registrado ante outras divisas no exterior.

O dólar à vista no balcão terminou o pregão cotado a R$ 2,2270, uma queda de 0,67%. Por volta das 16h30, o giro estava em torno de US$ 1,130 bilhão, segundo dados da clearing de câmbio da BM&FBovespa. No mercado futuro, o dólar para maio caía 0,82%, a R$ 2,2295. O volume de negociação estava próximo de US$ 15 bilhões.

Na primeira parte da sessão, a moeda oscilou entre margens estreitas, reagindo à volatilidade do dólar ante seus principais pares no exterior. Também influenciaram nos movimentos da moeda as rolagens de contratos de derivativos cambiais (cupom cambial-DDI e dólar futuro) na BM&FBovespa e a percepção de que será mesmo parcial a rolagem do vencimento de swap cambial de maio, segundo operadores.

A moeda se firmou em queda no fim da manhã, contudo, diante da perspectiva de ingressos de recursos para a Oferta Pública de Ações da Oi. O preço da ação no âmbito da oferta será fixado nesta segunda-feira. Além disso, a moeda foi pressionada por um movimento de ajuste após ter subido na sexta-feira e pelo baixo volume de negócios à tarde. Operadores alertaram que a disputa entre comprados e vendidos antes do fechamento da Ptax do mês deve ganhar força amanhã.

No exterior, o dólar avançou ante o iene, ajudado por indicadores econômicos positivos dos EUA. Segundo a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês), o índice sazonalmente ajustado de vendas pendentes de imóveis subiu 3,4% em março ante fevereiro, a 97,4. O resultado veio bem acima da alta prevista por analistas, de 1,0%. Já o índice de atividade das empresas medido pelo Federal Reserve de Dallas avançou para 11,7 em abril, de 4,9 em março. Às 16h30, o dólar estava em 102,544 ienes, de 102,14 ienes na sexta-feira.

continua após publicidade