Economia

Produção cresce em sete dos 14 locais pesquisados

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Produção cresce em sete dos 14 locais pesquisados
fonte: Foto: Arquivo
Produção cresce em sete dos 14 locais pesquisados

A produção da indústria surpreendeu com uma nova alta em fevereiro, após uma expressiva expansão em janeiro, e tal cenário se traduziu em crescimento no ritmo de atividade do setor em metade das regiões pesquisadas pelo IBGE.

De janeiro para fevereiro, o maior ritmo de produção em nível nacional foi acompanhado por sete dos 14 locais investigados, segundo dados do instituto divulgados na manhã de hoje.

Os destaques ficaram com a expansão registrada pelo Paraná (18,4%) e o crescimento de 4,7% observado no Amazonas. O primeiro se recupera de um tombo de 15,9% registrado entre novembro e janeiro de 2014. Já o Amazonas completou dois meses seguidos de taxas positivas, acumulando nesse período ganho de 7,7%.

Também tiveram impacto positivo na produção da indústria as altas de Rio de Janeiro (1,0%), Goiás (0,8%), São Paulo (0,7%), Rio Grande do Sul (0,5%) e Santa Catarina (0,5%).

Em São Paulo, maior parque fabril do país, o crescimento ficou acima da média nacional, de 0,4% -resultado divulgado na última quarta-feira pelo IBGE. No Pará, a taxa ficou estável.

Dentre as quedas, as mais expressivas ficaram com Espírito Santo (-4,3%), após avançar 2,2% em janeiro, e Pernambuco (-3,9%), que inverteu quatro meses de resultados positivos consecutivos.

Também tiveram retração região Nordeste (-1,7%), Ceará (-1,6%), Minas Gerais (-1,6%) e Bahia (-1,2%), segundo o IBGE.

Em janeiro e fevereiro, a indústria voltou a crescer, após um fraco terceiro trimestre. O ritmo de expansão surpreendeu analistas e ocorreu apesar da freada do consumo, da menor confiança de empresários e dos juros mais altos.

continua após publicidade