Economia

Brasil cai 20 posições em ranking de logística do Banco Mundial

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Brasil cai 20 posições em ranking de logística do Banco Mundial
fonte: Arquivo
Brasil cai 20 posições em ranking de logística do Banco Mundial

O Brasil caiu 20 posições no ranking de logística feito pelo Banco Mundial, ficando em 65º lugar entre 160 países.

Para a avaliação, são considerados fatores como procedimentos alfandegários, infraestrutura, prazos de entrega e rastreamento.

continua após publicidade
confira também

O país ficou atrás de vizinhos como Argentina e Chile, e dos companheiros de BRICs China, Índia e África do Sul. O primeiro lugar ficou com a Alemanha, seguido da Holanda, da Bélgica e do Reino Unido.

No último ranking divulgado, em 2012, o Brasil ocupava a 45ª posição.

Desempenho Ruim

Comparadas às médias obtidas pelo país nos quatro últimos relatórios divulgados (2007, 2010, 2012 e 2014), as notas do Brasil neste ano foram todas mais baixas -com exceção da qualidade logística, que se manteve .

O pior desempenho do país foi sobre a eficiência do gerenciamento alfandegário. Nesse quesito, o Brasil ficou em 94º lugar, perdendo para vários outros países latinos e do Caribe, como El Salvador, Paraguai e Equador.

Na avaliação sobre entregas internacionais -que mede, entre outros, a capacidade do país de conseguir preços competitivos neste tipo de entrega-, o Brasil caiu para a 81ª posição.

Segundo o Banco Mundial, a distância entre os países com melhor e os com pior performance em logística de comércio ainda é muito grande.

"Uma cadeia de fornecimento pouco eficiente é a principal barreira para a integração do comércio mundial", observa o relatório.