Economia

Grupo Pão de Açúcar mira atacarejo em 2014

Da Redação ·





Por Claudia Rolli

SÃO PAULO, SP, 14 de fevereiro (Folhapress) - A ampliação de lojas da rede Assaí, atacarejo do Grupo Pão de Açúcar, deve ocorrer em ritmo acelerado, a exemplo do que ocorreu no ano passado, quando foram abertas 14 lojas em cinco Estados em que esse modelo de varejo não estava ainda presente. Neste ano, outras 14 lojas devem ser abertas até dezembro, com foco nas regiões Norte e Nordeste do país.

O crescimento das vendas do atacarejo e de eletroeletrônicos impulsionou o lucro da companhia, segundo resultados apresentados ao mercado financeiro. O lucro líquido do GPA (Grupo Pão de Açúcar), maior varejista do país, chegou a R$ 1,396 bilhão, considerando todos os negócios do grupo no ano passado, exceto os resultados com empreendimentos imobiliários. O valor representa alta de 39,4% em relação ao ano anterior.

No total, 128 lojas foram abertas pela companhia no ano passado, sendo 87 supermercados (incluindo redes Extra, Pão de Açúcar, minimercados e atacarejo) e 41 do segmento de eletroeletrônicos e móveis (Casas Bahia e Pontofrio).

O GPA prevê investimentos da ordem de R$ 1,8 milhão a R$ 2 milhões neste ano, montante que segue o mesmo patamar do ano passado (R$ 1,850 bilhão).

"Esperamos crescimento importante da rede Assaí em 2014, estamos olhando muito para regiões Norte e Nordeste. Sabemos que existe um desafio logístico para fazer isso acontecer nessas regiões", disse Ronaldo Iabrudi, que assumiu recentemente o comando do GPA. "Estamos focados em crescimento do grupo, mas com ênfase para disciplina de processos, otimização e controle de despesas

São 69 as lojas existentes do Assaí, rede que registrou aumento nas vendas em torno de 40% no ano passado.

Segundo Iabrudi, a meta da companhia é abrir mais lojas do GPA em todo país, mas com o mesmo nível de investimento feito neste ano. "Isso significa otimizar os investimentos por metro quadrado. Com o mesmo montante, queremos crescer mais no ano de 2014", afirmou.

Estão nos planos de expansão da companhia para os próximos três anos (2014 a 2016) a abertura de 400 lojas no segmento alimentar (a maior parte, minimercados) e 210 novos pontos de venda Via Varejo.

Maior Presença

No caso do Assaí, Belmiro Gomes, que comanda os negócios do grupo na área de atacarejo, informou que a rede irá aumentar a presença no território nacional. "Isso é extremamente importante porque reforça nosso papel de distribuidor complementar perante a indústria", explicou ao comentar que as lojas da rede abastecem principalmente os pequenos comerciantes do país.

"Somadas as vendas nas mesmas lojas fechamos o quarto trimestre com aumento de 37,7% [na comparação com igual trimestre do ano anterior]. O Assaí nesse período cresceu mais do que o dobro do que o segmento vem crescendo", disse Gomes. Os principais concorrentes do Assaí são o Atacadão e o Makro.

A companhia também pretende manter a política da redução de despesas, preços e busca de novos mercados que teve forte impacto no resultado do grupo, segundo Christophe Hidalgo, diretor vice-presidente de Finanças da empresa. "A inflação não teve efeito na redução de consumo. Registramos crescimento de 10% nas vendas, ou seja, quatro pontos percentuais acima da inflação."
 

continua após publicidade