Economia

Toyota prepara lançamento de cupê esportivo no Brasil

Da Redação ·
Crédito da imagem: allthecars.wordpress.com
fonte:
Crédito da imagem: allthecars.wordpress.com

GAMAGORI, JAPÃO, 28 de novembro (Folhapress) - A Toyota prioriza a produção de automóveis com grande volume de vendas, mas sempre teve na linha cupês esportivos de sucesso, principalmente no Japão e nos EUA, como o Celica e o Supra.

O mais novo "brinquedo" da montadora é o GT 86, criado para tentar resgatar a paixão dos jovens por automóveis, que hoje perderam espaço para os smartphones.

Para atingir esse público, a ideia foi desenvolver um legítimo bólido de tração traseira, com preço bem mais acessível que os cupês de prestígio do mercado global.
 

continua após publicidade
confira também



A reportagem foi até o autódromo de Gamagori, no Japão, para acelerar o Toyota, que deve chegar ao Brasil em 2015.

"A data pode ser antecipada, caso adiantemos o processo de adaptação do motor à gasolina com etanol disponível no Brasil, para evitar problemas de lubrificação", explica Tomoyoshi Kuno, responsável pela divisão de esportivos da montadora.

O 2.0 aspirado do GT86 trabalha sempre em altas rotações -o corte de potência ocorre a quase 9.000 rpm. São 200 cv, potência similar a de propulsores turbinados de mesmo tamanho.

Essa característica faz com que o carro tenha acelerações planas. Segundo dados do fabricante, o cupê vai de 0 a 100 km/h em pouco mais de 7s.

Amadores

Se nas retas o Toyota está longe de ser um superesportivo, nas curvas ele compensa. A tração traseira, o baixo centro de gravidade e a equilibrada distribuição de peso entre os eixos proporciona um excelente controle da carroceria, mesmo em mudanças repentinas de trajetória.

Pilotos novatos terão à disposição controle de tração e de estabilidade, que corrigem excessos sem castrar tanto o desempenho do automóvel japonês. Já os mais experientes podem pressionar a tecla Sport, que deixa o veículo arisco, permitindo que as seis marchas sejam trocadas rapidamente de forma manual.

Isso, somado ao fato do motorista guiar com as pernas esticadas e com o volante bem vertical à frente, faz o motorista sentir-se dentro de um Porsche Boxster (R$ 329 mil).

Só não há o mesmo luxo -nem o status- do cupê premium alemão. Itens como bancos de couro, faróis de xenônio e navegador GPS, por exemplo, são opcionais no GT 86, que deve desembarcar por cerca de R$ 140 mil, preço mais próximo do Peugeot RCZ (R$ 128.990), que é equipado com motor 1.6 turbo de 165 cv e tem tração dianteira.

Entretanto, o grande rival do Toyota deverá ser o seu clone, o Subaru BRZ, que foi desenvolvido em conjunto e também deverá ser comercializado no Brasil.


(*) O jornalista viajou a convite da Toyota