Economia

UE vai assegurar estabilidade do euro, diz Merkel

Da Redação ·

A estabilidade do euro vai estar, ao lado da aprovação do programa de ajuda financeira à Grécia, entre os principais assuntos do encontro dos líderes europeus hoje, como sugerem declarações feitas por Alemanha, França e Portugal nesta manhã. A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que a cúpula vai garantir que o programa de ajuda à Grécia será ativado em uma tentativa de "assegurar o euro" como uma moeda estável e segura.

continua após publicidade

Merkel afirmou que "a primazia das políticas de segurança para a estabilidade do euro é de absoluta prioridade para nós". A Alemanha vai contribuir com 22,4 bilhões de euros ao resgate conjunto para a Grécia, que totaliza 110 bilhões de euros em três anos.

continua após publicidade

Mais cedo, o primeiro-ministro da França, François Fillon, reiterou o pedido de seu país para que haja um crescimento mais rápido na Europa e insistiu que os países da zona do euro continuem defendendo a Grécia e a moeda europeia. As declarações foram feitas após uma reunião bilateral com o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, em preparação para a cúpula dos líderes. Os dois líderes destacaram que tudo deve ser feito para manter a estabilidade da moeda.

continua após publicidade

Sócrates disse estar preocupado com a estabilidade do euro. "Como todos os líderes políticos, eu estou preocupado com a Europa e o euro", disse o primeiro-ministro português em Paris, onde deverá se reunir também com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, antes de seguir para a cúpula em Bruxelas.

Líderes dos 16 países que utilizam o euro como moeda deverão assinar hoje o pacote de resgate para a Grécia, na tentativa de evitar que o país declare default (calote) em sua dívida, o que poderia ter graves consequências para o euro. Economistas chegaram a alertar que a crise ameaça a existência da moeda única. As informações são da Dow Jones.